quinta-feira, 16 maio, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioEconomiaNexa produz 75 mil toneladas de zinco no 1º trimestre; salto de...

Nexa produz 75 mil toneladas de zinco no 1º trimestre; salto de 13%

- Publicidade -

A empresa de mineração de zinco Nexa fechou o primeiro trimestre de 2023 com uma produção de 75 mil toneladas de zinco, proveniente de suas operações de mineração. De acordo com a empresa, trata-se de um incremento de 13% na comparação ao mesmo período do ano passado.

“Esse resultado é decorrente do aumento no volume de minério tratado e o maior grau de zinco médio gerado nas operações de Cerro Lindo e El Porvenir, no Peru”, disse a empresa.

Segundo a Nexa, em comparação com o quarto trimestre de 2022, a produção de zinco foi relativamente estável, tendo uma ligeira queda de 0,1% (74,9 mil toneladas).

Além do crescimento na produção de zinco, houve aumento na produção total chumbo com 15,2 mil toneladas, sendo 22% maior que no primeiro trimestre de 2022.

Além disso, no mesmo período, a Nexa produziu 2,4 milhões de onças de prata (+9%) e 6,5 mil onças de ouro (+1%) neste trimestre. Em contrapartida, a produção de cobre teve uma queda de 11%, com 6,1 mil toneladas.

No trimestre, as vendas de zinco metálico e óxido de zinco, produtos provenientes das operações de metalurgia, foram de 143,8 mil toneladas. Trata-se de um aumento de 7%, na comparação com o mesmo período do ano passado. Em comparação com último trimestre, as vendas caíram 14% devido menor sazonalidade na demanda por produtos no período.

Resultados da Nexa

“Geramos resultados sólidos, apesar dos eventos externos que atingiram temporariamente nossas operações, incluindo os níveis incomuns de chuvas fortes e o transbordamento de rios. Olhando para os próximos meses, continuamos avançando em direção a conclusão da fase de ramp-up em Aripuanã, o que contribuirá para melhorar nosso perfil operacional e nossa capacidade de geração de caixa”, destaca Ignacio Rosado, CEO da Nexa.

A receita líquida deste trimestre foi de US$ 667 milhões, uma queda de 7% na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, devido aos menores preços dos metais LME (London Metal Exchange), parcialmente compensados por maiores volumes de vendas.

Na comparação com o quarto trimestre de 2022, houve uma redução de 14%, na receita líquida. Dessa forma, o prejuízo líquido da companhia foi de US$ 15 milhões no trimestre frente aos US$ 81 milhões registrados no quarto trimestre de 2022 e ao lucro líquido de US$ 74 milhões do primeiro trimestre do ano passado.

Enquanto isso, o EBITDA ajustado do trimestre foi de US$ 133 milhões, uma redução em relação aos US$ 217 milhões do primeiro trimestre do ano passado, mas com um aumento perante os US$ 120 milhões do quatro trimestre de 2022, que representa um incremento de 11%.

“Esse aumento é explicado pelas mudanças nos preços de mercado, resultando em ajustes positivos no período de cotação, efeito positivo do estoque no segmento de fundição, menor despesa com manutenção e serviços e reversão de estoque de baixa rotatividade registrado no último trimestre”, disse a Nexa.

Operações da mina de Aripuanã

De acordo com a Nexa, as atividades da unidade de Aripuanã (MT) estão focadas em aumentar constantemente a taxa de produção da planta, bem como a confiabilidade dos ativos, teores de concentrado e a qualidade do minério. Nos meses de janeiro e fevereiro, por exemplo, a planta obteve um desempenho em torno de 57% da capacidade nominal, frente os 53% gerados no último trimestre.

Em março, no entanto, a companhia optou por realizar ajustes operacionais, após o período chuvoso, além de otimizar o monitoramento detalhado da planta. Essas medidas contribuirão significativamente para o desempenho geral do ativo e, consequentemente, para a estabilização da produção, visando atingir a capacidade nominal no segundo semestre deste ano.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -