quarta-feira, 24 abril, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioProjetosMetamat e Universidade de Brasília firmam parceria para identificar locais com maior...

Metamat e Universidade de Brasília firmam parceria para identificar locais com maior presença de ouro em Mato Grosso

- Publicidade -

A Metamat e a Universidade de Brasília (UNB) estabeleceram um importante Termo de Cooperação que permitirá a identificação de áreas com maior presença de ouro no rio Peixoto de Azevedo, localizado na região norte de Mato Grosso. O projeto, previsto para começar em 2016, utilizará métodos geofísicos aquáticos que não envolvem perfurações ou escavações, minimizando assim o impacto ambiental e oferecendo resultados mais precisos.

A proposta foi apresentada pelo pesquisador da UNB, Eduardo Xavier Seimetz, durante uma palestra realizada na Metamat em 30 de novembro. A pesquisa é parte da tese de doutorado de Seimetz e, uma vez concluída, os resultados estarão disponíveis para uso da Metamat.

O foco do estudo será a identificação e caracterização de áreas com alta probabilidade de depósitos auríferos no rio Peixoto de Azevedo. O trabalho envolverá o mapeamento de materiais minerais da superfície, análise de sedimentos, medição da intensidade do campo magnético do rio por meio da magnetometria, entre outros métodos.

Os equipamentos necessários para a pesquisa serão fornecidos pela UNB. O levantamento será realizado no rio Peixoto de Azevedo e em seus afluentes, incluindo o Pium, Peixotinho I, Peixotinho II e Piranha, bem como em uma parte do Rio Xingú, localizado na divisa leste do município, e seus afluentes.

Marcos Vinicius Paes de Barros, diretor técnico da Metamat, ressaltou que os dados resultantes do estudo possibilitarão que a Companhia ofereça orientações aos garimpos da região. “Ao final deste trabalho, teremos um mapa geofísico do rio, ou seja, um raio-x do potencial não só de ouro, mas de outros minerais existentes na área”.

Elias Santos, presidente da Metamat, destacou que essa parceria com a UNB abre a possibilidade para futuros estudos semelhantes. “Foi firmado um Termo de Cooperação entre a Companhia e a UNB, pelo qual será possível que pesquisadores da universidade realizem suas pesquisas aqui em Mato Grosso e, com os dados obtidos, a Metamat possa mapear potenciais ocorrências minerais em diversas partes do Estado”.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -