domingo, 25 fevereiro, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioEconomiaAura Minerals se destaca no mercado e lucro líquido cresce 53% em...

Aura Minerals se destaca no mercado e lucro líquido cresce 53% em 2022

Resultado positivo foi apresentado no balanço da empresa

- Publicidade -Google search engine

A Aura Minerals — mineradora de ouro e cobre — que vem ganhando a atenção do mercado por sua forma inovadora de atuar e modelo de gestão descentralizado, segue focando no desenvolvimento da mineração na América Latina, por meio de suas operações no México, em Honduras e no Brasil, o que tem trazido resultados importantes para a companhia. Em 2022, a atuação cada vez mais presente em solo brasileiro foi uma das responsáveis pelo crescimento expressivo de 53% em lucro líquido, comparado ao ano anterior, atingindo US$ 66,5 milhões.

“2022 para a Aura Minerals foi um ano de consolidação e expansões que continuarão em 2023. Afinamos nossa maneira de trabalhar enquanto empresa jovem, disruptiva, por meio da Cultura Aura 360, seguimos nossas estratégias enquanto negócio, com foco em minas em estágio operacional ou com expectativa de entrada em produção no curto e médio prazos. Esses foram alguns fatores essenciais para os resultados expressivos que alcançamos”, comenta Rodrigo Barbosa, CEO da Aura Minerals.

Com uma operação que busca ser cada vez mais eficiente, a companhia teve uma produção total de 67.663 onças de ouro equivalente (GEO) no 4º trimestre de 2022, a segunda maior da história da Aura Minerals num único trimestre. No mesmo período, a receita líquida da jovem mineradora também teve evolução positiva registrando um robusto aumento de 30% em comparação ao 3T22.

Fatores desfavoráveis também influenciaram nos resultados apresentados pela companhia, como a baixa nos preços dos metais e a queda da produção em Honduras. E o resultado desses aspectos foram queda de 6% na produção, de 7% na receita líquida e de 33% no lucro bruto, todos em comparação a 2021.

“Um negócio saudável, além de crescer, ser criativo, responsável, também antecipa e se prepara para situações adversas do mercado e outros fatores externos. A atual gestão da Aura Minerals tem esse direcionamento e busca blindar ao máximo a empresa. Além de reagir com medidas assertivas e rápidas para mitigar danos”, detalha o executivo.

Operações brasileiras

Em 2022, a Aura Minerals investiu mais de US$ 100 milhões divididos em todas as operações e projetos, e boa parte desses recursos foram aplicados no Brasil, na operação EPP, no Mato Grosso, na construção de Almas, no Tocantins e nos projetos de Matupá e São Francisco, no estado de Mato Grosso.

Em 2023, estão previstos o ramp-up da operação de Almas (TO), a partir de maio, e o avanço dos projetos de Borborema (RN) e Matupá (MT). Além disso, a empresa adquiriu recentemente direitos minerários do Projeto Serra da Estrela, localizado no Estado do Pará, na área de Carajás, que é um dos distritos poli metálicos mais importantes do mundo.

Projeções para 2023

A Aura Minerals planeja investir entre US$ 80 milhões e US$ 93 milhões, sempre de forma responsável e priorizando as pessoas e o cuidado com o meio ambiente. Com o ramp-up de Almas (TO), estima-se que a produção chegue atinja o patamar de 254 a 292 mil GEO no ano, o que representa um aumento de até 20% em comparação com 2022.

Além do início da operação de Almas (TO), a empresa tem outros dois projetos avançados, Borborema (RN) com início das obras em junho e Matupa (MT), para início do ano que vem. Com a conclusão destes três projetos, a mineradora espera alcançar 450 mil Oz Equivalentes anualizadas no final de 2025, o que representa um expressivo crescimento de 86% comparado a 2022.

Cultura Aura 360

Para o CEO, que está à frente da companhia desde 2017, boa parte do sucesso alcançado pela Aura Minerals vem da criação e implementação de uma cultura forte, transparente, e que é cascateada para todos os colaboradores, impactando ainda stakeholders como investidores e população geral.

“Por meio da cultura Aura 360, representada pela nossa mandala, conseguimos ter um olhar amplo e cuidadoso sobre os impactos e benefícios de tudo o que fazemos, considerando os nossos colaboradores, as comunidades e o meio ambiente, até chegar à própria companhia”, diz o CEO.

Segundo ele, essa é uma poderosa ferramenta que guia todas as nossas tomadas de decisões, desde as lideranças da companhia até os colaboradores que estão atuado na operação.

- Publicidade -spot_img
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -