segunda-feira, 22 abril, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioTecnologiaInovaçãoSGS Geosol participa de debate sobre competências de tecnologia  mineral no país

SGS Geosol participa de debate sobre competências de tecnologia  mineral no país

- Publicidade -

Guilherme Gomes, presidente da SGS Geosol participou de encontro que reuniu em Goiânia especialistas na área de tecnologia mineral e inovação dos setores acadêmicos, governamentais e empresariais.

A iniciativa do Sindicato das Indústrias Extrativas de Goiás e do Distrito Federal (SIEEG-DF), em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG) e Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa Mineral e Mineração (ABPM), busca articular ações para enfrentar a deficiência do parque tecnológico brasileiro voltado para a indústria mineral.

Gomes explicou que a SGS Geosol foi criada a partir de uma parceria entre o grupo suíço SGS e o brasileiro GeoPar.  “A SGS Geosol laboratórios foi fundada como uma joint venture em 2003, e pode ser entendida como sendo o braço de serviços minerais da SGS no Brasil ou como o laboratório de serviços minerais que complementa o portfólio do Grupo GeoPar,” destacou.

O executivo apresentou os serviços da SGS Geosol para a indústria da mineração, bem como inovações e desenvolvimentos recentes da empresa.  “Somos um laboratório capaz de oferecer aos nossos clientes soluções integradas em ensaio de geoquímica, meio ambiente, beneficiamento mineral, mineralogia e outsourcing.  Pertencemos talvez ao único grupo no mundo capaz de integrar todos os serviços acima junto ao escopo de sondagem,” explicou.

Ele contou ainda que o beneficiamento metalurgia é um ramo forte de atuação da SGS Global.

“Podemos desenvolver projetos integrados com a SGS, principalmente no Chile, Austrália e Canadá, mas no geral, a maior parte de nossos trabalhos são concebidos e executados no Brasil,” disse Gomes.

Ao Minera Brasil Gomes frisou que inovação e desenvolvimento são temas centrais no do grupo Geopar, que incentiva e apoia esse debate na mineração. Sobre o evento avalia que as discussões foram pertinentes e necessárias para poder dar um encaminhamento ao tema no Brasil.

 “A gente já tem discutido formalmente em diferentes fóruns, mas aqui eu acho que principalmente com a colaboração e contribuição do doutor Vessani, conseguimos dar um encaminhamento na formação de um grupo que deve vir a debater futuramente a criação de uma rede colaborativa para poder integrar as entidades públicas e privadas que trabalham com PDI para o mercado de mineração no Brasil”, avalia   Gomes.

Gomes ressaltou que inovação esta no DNA do Grupo Geopar, desde a criação da Geosol, há 70 anos. E que com a estruturação da empresa em uma holding liderada pelo grupo Geopar, a veia de inovação continuou forte, passando essa cultura de inovação para outras empresas do grupo.

“Apresentei um pouco da inovação e das criações que a gente tem tido nos últimos anos, sempre buscando resolver problemas práticos da indústria de mineração, temos muitos projetos ainda para desenvolver e eu espero que a gente possa, dentro desse projeto de criação de um grupo como uma rede colaborativa, continuar propondo, inovando, desenvolvendo projetos que resolvam problemas práticos para indústria mineral no Brasil,” comentou Gomes.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -