quarta-feira, 24 abril, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioEventosO desafio é minerar preservando a Amazônia

O desafio é minerar preservando a Amazônia

- Publicidade -

Operação de minas mais seguras, de acordo com os mais elevados padrões de saúde, segurança e proteção ao ambiente e dialogo com as comunidades são os   caminhos para aproveitamento sustentável dos recursos   minerais na região, avalia presidente da ABPM.

Abertura do evento reuniu profissionais que atuam no seguimento do ouro no Brasil.

O presidente da ABPM, Luís Maurício Azevedo afirmou na abertura da segunda edição do Simpósio do Ouro Feira de Mineração da Amazônia, que o grande desafio das mineradoras que atuam na Amazônia é mostrar para a sociedade que é possível mineral preservando o meio ambiente.

“Temos de mudar nosso discurso e nossas práticas também, buscando um equilíbrio da mineração com seus impactos e chegarmos a um consenso com a sociedade. Mostrando que praticamos a mineração de forma que ela deixe um saldo positivo na vida das pessoas e no meio ambiente. Onde os benefícios de forma clara venham a compensar os custos,”, afirmou Azevedo.

Azevedo explicou esse processo passa por operação de minas mais seguras, de acordo com os mais elevados padrões de saúde, segurança e proteção ao ambiente. “E isto tem de começar desde a pesquisa, antes da mina ser estabelecida, lá atrás junto com os primeiros mapeamentos, com as análises químicas e geofísicas, e principalmente ouvindo as comunidades”, destacou.

Para o presidente da ABPM, apesar do mundo precisar dos metais, a extração não pode a qualquer custo é imperativo minerar com princípios. Reconhecendo que as alterações climáticas são uma ameaça real e inegável, à Amazonia e ao Brasil.

O deputado Federal Keniston Braga, integrante da Frente Parlamentar da Mineração Sustentável, disse durante painel sobre panorama dos investimentos em ouro no brasil, que mineração tem um papel importante para o mundo.

 “No momento estamos falando da necessidade de preservação ambiental, da transição energética para a econômica mundial e não podemos abordar esses temas sem a mineração. E o estado do Pará é um dos principais produtores de minérios do Brasil.  Nós precisamos avançar nas discussões para tornar o ambiente da mineração mais seguro do ponto de vista jurídico, ambiental e sobretudo social, “disse o parlamentar.

Já Mauro Sousa, diretor geral da ANM, que representou o governo federal na solenidade de abertura, disse que os debates durante o evento são fundamentais para se promover práticas sustentáveis na cadeia produtiva do ouro no Brasil, e que a ANN vem adotando medidas para combater a extração ilegal de ouro no país.

“Estamos regulamentando em atos normativos a lei que trata de lavagem de dinheiro, no que compete a Agência.  Mas para profundarmos mais e termos soluções tecnológicas para enfrentar o problema, precisamos de uma alteração legislativa que está em tramite no congresso Nacional para avançarmos na parte regulatória e de fiscalização”, afirmou Sousa.

Paulo Bengtson, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia do Estado do Pará, que representou o governador Helder Barbalho, disse que o evento é um caminho para construir com sustentabilidade a cadeia produtiva do ouro no estado.

Paula Marieli diretora do Simineral destacou que o Pará é protagonista das principais discussões sobre a mineração no país. “Estamos discutindo agendas do setor, como ambiental, inclusão e os principais desafios do setor.  Formatar o que está sendo debatido aqui em propostas e endereça-las é essencial”, avalia.    

A solenidade de abertura renuiu representantes de empresas de mineração, do governo federal e estadual, especialistas e profissionais que atuam no setor mineral brasileiro para debaterem práticas sustentáveis na produção, refino e comercialização do ouro no país.

O evento busca apresentar soluções efetivas para organizar a cadeia produtiva do metal no país ao incentivar o debate sobre aspectos regulatórios, tecnológicos, ambientais e iniciativas de governança e social, além da troca de experiências e oportunidade de negócios.           

O Simpósio do Ouro e a Feira da Mineração da Amazônia, contam com o apoio de diversas instituições de governo, de entidades do setor e empresas de mineração, entre eles, Agência Nacional de Mineração, Ministério de Minas e Energia, Agência para o Desenvolvimento e Inovação do Setor Mineral Brasileiro (ADIMB), Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia do Estado do Pará.

Para mais informações sobre o evento acesse: www.simposiodoouro.com.br

Confira a galeria de fotos da solenidade de abertura : https://photos.google.com/share/AF1QipOkPSCggpWIqFx4SVLpK2hgydPvbFjJw2qcc1-FuazLrnWPDV36iIB8uKHck6TIdw?key=SXF5SW5kcmgya1VZNlNtUU1zQ3g0WVl2VkJnUjRB

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -