domingo, 25 fevereiro, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioEconomiaDemanda por metais vai crescer devido à retomada imobiliária na China, diz...

Demanda por metais vai crescer devido à retomada imobiliária na China, diz BHP

- Publicidade -Google search engine

O BHP Group Ltd. está confiante de que o mercado imobiliário problemático da China se recuperará nos próximos meses, apesar dos sinais econômicos sombrios que levaram os preços do minério de ferro e do cobre de volta aos níveis vistos durante a era do Covid Zero. E isso deve impulsionar a demanda por metais.

As vendas secundárias no mercado imobiliário “continuam fortes, muito fortes”, afirmou Vandita Pant, diretora comercial da BHP, em entrevista na quinta-feira. “Sempre pensamos que as vendas e conclusões de casas se recuperariam primeiro e, em seguida, os novos inícios”, acrescentou ela, afirmando que “essa trajetória está se mantendo”.

Demanda por metais

A nota de confiança da maior mineradora do mundo surge após a atividade econômica da China ter decepcionado as expectativas desde a flexibilização das restrições da pandemia no final do ano passado, impactando fortemente a demanda por metais. A potência asiática é, de longe, o maior importador de minério de ferro e cobre.

A construção mais fraca do que o esperado, especialmente no setor imobiliário, levou o minério de ferro – principal produto de exportação da BHP – a cair abaixo de US$ 100 por tonelada. O cobre, outra das principais commodities da empresa, caiu abaixo de US$ 8.000 por tonelada pela primeira vez em seis meses nesta semana, aumentando a preocupação geral em relação à economia global.

No entanto, Pant afirmou que a BHP ainda espera que a demanda por metais na China “seja uma fonte de estabilidade no segundo semestre e que o segundo semestre seja melhor do que o primeiro”, ecoando as palavras do CEO Mike Henry nos resultados do primeiro semestre da empresa em fevereiro.

O primeiro trimestre de 2023 foi “melhor do que estávamos esperando”, mas o mercado se empolgou no segundo trimestre, levando os preços das commodities a níveis irrealistas, disse Pant. A economia da China não sentirá “todo o impulso” das medidas de estímulo governamentais, implementadas no início deste ano, até 2024, afirmou ela.

Os futuros de cobre na London Metals Exchange subiram 0,4% para US$ 7.929 por tonelada às 12h22 em Cingapura, mas ainda estão quase 4% abaixo nesta semana.

- Publicidade -spot_img
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -