sábado, 2 março, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioEconomiaArcelorMittal registra lucro de R$ 9,1 bilhões em 2022

ArcelorMittal registra lucro de R$ 9,1 bilhões em 2022

- Publicidade -Google search engine

A ArcelorMittal Brasil informou que registrou um lucro de R$ 9,1 bilhões em 2022, em meio à retomada dos patamares de normalidade do mercado nacional de aço

Mesmo com a queda no consumo aparente de aço no país de 10,9%, do recuo das vendas internas em 9,1% e do encolhimento da produção de aço bruto em 5,8%, segundo balanço do Instituto Aço Brasil, ainda assim, 2022 mostrou-se como um ano de boa performance para a ArcelorMittal Brasil.

A receita líquida da empresa subiu 3,8% em 2022, totalizando R$ 71,6 bilhões. O Ebitda, de R$ 14,9 bilhões, recuou de 26% sobre 2021, mas ainda suficiente para o alcance de uma margem Ebitda de significativos 21%.

Produção de aço

Além disso, a produção de aço também foi expressiva, totalizando 12,7 milhões de toneladas de aço e 3,3 milhões de toneladas de minério, queda de 5,3% e 1,4% respectivamente em relação ao ano anterior.

O volume de vendas de aço diminuiu menos, para 12,4 milhões de toneladas (-0,9%) sendo que, desse montante, 7,4 milhões de toneladas (60%) foram destinadas ao mercado interno e 5,0 milhões (40%) ao mercado externo.

No encerramento do ano, a empresa registrou significativo lucro líquido de R$ 9,1 bilhões (-33,4%). Os resultados incluem as operações brasileiras de aço e mineração e as operações das empresas controladas da Acindar, na Argentina, da Unicon, na Venezuela, e ArcelorMittal Costa Rica.

“Estes resultados foram possíveis por nossa resposta rápida e assertiva para períodos de oscilações, ajustando a produção com agilidade às demandas dos mercados nacional e internacional e implementando medidas para a preservação do caixa, redução de custos, otimização de processos e aumento da produtividade”, disse Jefferson De Paula, presidente da ArcelorMittal Brasil e CEO da ArcelorMittal Aços Longos e Mineração LATAM.

A empresa também informou que manteve seu programa de investimentos em expansão. Trata-se do maior em andamento atualmente no setor siderúrgico brasileiro com investimento previsto de R$ 7,7 bilhões.

ArcelorMittal

O objetivo, de acordo com a empresa, é o aumentar a capacidade instalada, modernizar a base industrial e capacitar as unidades para fabricação de aços tecnológicos e exclusivos. Além disso, a ArcelorMittal quer ampliar a produção de minério de ferro, entre 2022 e 2025.

A empresa está investindo R$ 2,5 bilhões na unidade Monlevade para quase duplicar a capacidade de produção, de 1,2 milhão para 2,2 milhões de toneladas/ano de aço bruto.

Na Mina do Andrade, fornecedora de minério de ferro para a planta, a produção passará de 1,5 milhão para 3,5 milhões de toneladas/ano. Já na usina de Vega, em São Francisco do Sul (SC), o R$ 1,9 bilhão é destinado para inserção de novos itens ao portfólio de produtos revestidos de alta resistência destinados aos setores automotivo e de eletrodomésticos, e a previsão é que seja inaugurada no 4º trimestre deste ano.

Enquanto isso, na Mina Serra Azul, em Itatiaiuçu, o aporte é da ordem de R$1,8 bilhão para elevar a produção de 1,6 milhão para 4,5 milhões de toneladas/ano de minério de ferro.

Na planta industrial de Barra Mansa, no Rio de Janeiro, os recursos somam R$ 1,3 bilhão para aumentar a fabricação de aço em 500 mil toneladas ao ano com ampliação do portfólio de produtos e soluções voltados aos mercados da indústria (setor automotivo e energia) e construção civil.

Na planta industrial de Sabará, os investimentos são de R$ 144 milhões, que permitirão aumentar a capacidade em 35% de trefilados.

- Publicidade -spot_img
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -