sexta-feira, 12 abril, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioEconomiaPrêmio Municípios Mineradores: 3 estados têm 14 cidades finalistas

Prêmio Municípios Mineradores: 3 estados têm 14 cidades finalistas

- Publicidade -

O Prêmio Municípios Mineradores – Qualidade da Governança Pública em Municípios com Mineração, que reconhece a qualidade dos serviços prestados pelos municípios com atividades de mineração em seu território, divulgou seus 24 finalistas.

A premiação é idealizada pelo Ministério de Minas e Energia e realizada pelo Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM) e pela Agenda Pública. Os ganhadores serão conhecidos em 31 de maio, em Brasília.

Os estados de Pará, Minas Gerais e Goiás concentram os 14 municípios finalistas. Eles disputam em oito categorias: Saúde, Educação, Proteção Social, Infraestrutura, Meio Ambiente, Gestão, Finanças e Desenvolvimento Econômico. O objetivo do prêmio é reconhecer o bom desempenho da gestão nos municípios com atividades de mineração, destacando boas práticas na entrega de serviços públicos à população e resultado de uma boa governança pública.

Prêmio Municípios Mineradores

Na primeira categoria, Saúde, estão Alto Horizonte (GO), São Gonçalo do Rio Abaixo (MG) e São Sebastião da Vargem Alegre (MG). Na Educação, são finalistas os municípios de Alto Horizonte, Barro Alto e São Gonçalo do Rio Abaixo (GO). Quanto aos indicadores de Meio Ambiente, as mineiras Itatiaiuçu, São Gonçalo do Rio Abaixo e Sarzedo disputarão o prêmio. Já na categoria Gestão, a disputa fica entre Bela Vista de Minas, Itabira e Paracatu, todos municípios mineiros.

Para a categoria Proteção Social, são finalistas Ouvidor (GO), Passa Tempo e São Gonçalo do Rio Abaixo (MG). Enquanto isso, na avaliação de Finanças, concorrem ao primeiro lugar Itatiaiuçu, Ouvidor e Sarzedo. Na categoria Infraestrutura, concorrem Canaã dos Carajás, Piracema e São Gonçalo do Rio Abaixo. Por fim, na categoria Crescimento Econômico, Canaã dos Carajás (PA), Itabirito (MG) e São Gonçalo do Rio Abaixo (MG) disputam o prêmio.

De acordo com o diretor-presidente do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), Raul Jungmann, a mineração sustentável é um ponto de atração de investimentos para movimentar a economia e dinamizar o crescimento de estados e municípios. Ainda segundo ele, a atividade estimula negócios em várias cadeias produtivas, com geração de empregos, renda e tributos, promovendo, portanto, meios para a condução de políticas públicas de desenvolvimento. A premiação é importante para estimular cada vez mais as boas práticas de governança. A comissão de seleção é composta por especialistas em áreas diversas relacionadas ao tema.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -