domingo, 25 fevereiro, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioESGLaura Carneiro assume coordenação de pesquisa mineral da Frente Parlamentar da Mineração...

Laura Carneiro assume coordenação de pesquisa mineral da Frente Parlamentar da Mineração Sustentável

Parlamentar tem uma longa trajetória de atuação em defesa do setor na Câmara votando a favor em temas importantes para a mineração como a criação da ANM.

- Publicidade -Google search engine

A Deputada Federal Laura Carneiro (PSD-RJ) vai assumir a Coordenação de Pesquisa Mineral da Frente Parlamentar da Mineração Sustentável do Congresso Nacional.  O anuncio foi feito pelo deputado Zé Silva (Solidariedade-MG), presidente da Frente durante reunião do colegiado nesta terça-feira (9/5), em Brasília.

A Sugestão de criação de uma coordenação no âmbito da Frente Parlamentar voltada para debater propostas de como impulsionar a pesquisa mineral no país, foi feita pela ABPM, durante encontro de dirigentes da entidade com o deputado Zé Silva.

“há 20 anos atrás o Basil era como a Austrália e o Canadá no que diz respeito a mineração.  Eles hoje cresceram dez vezes mais do que nós pela absoluta falta de investimentos e abandono no setor,” disse a parlamentar, acrescentando ainda que existe uma falta de percepção de que a mineração é um grande mercado que gerar empregos.

Laura Carneiro também destacou a importância de se ter segurança jurídica para investimentos e menos burocracia para que o setor possa crescer. “A missão que me deu o nosso presidente foi que a gente pense e elabore propostas que possam ser sugeridas tanto no parlamento como no governo federal para que efetivamente se tenha uma multiplicação de empresas na mineração sustentável. É uma honra poder trabalhar com entidades com os parlamentares que entendem dessa questão.”

“A ABPM, assim como setor mineral está satisfeito com a indicação da deputada Laura Carneiro para coordenação da Pesquisa Mineral, na Frente Parlamentar da Mineração Sustentável. A Deputada foi decisiva na conversão das MP`s referente a CFEM e na transformação do DNPM em agência. Agora atuando na FPMS, certamente completará o ciclo buscando tornar a ANM uma agência eficiente em pé de igualdade com as demais agências reguladoras do País”, afirma Luis Maurício Azevedo, presidente da ABPM.

Azevedo destaca que um país com dimensões continentais como o Brasil, a pesquisa irá gerar conhecimento sobre o verdadeiro potencial mineral do país e este conhecimento certamente irá permitir ao estado escolher o melhor caminho para alcançar uma sociedade mais justa.

- Publicidade -spot_img
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -