quarta-feira, 24 abril, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioProjetosIndústria de agregados: Lantex apresenta na Brasmin telas para peneirar materiais de...

Indústria de agregados: Lantex apresenta na Brasmin telas para peneirar materiais de diferentes granulometrias

- Publicidade -

A Lantex apresenta na Brasmin – II Feira da Indústria da Mineração, que acontece de 27 a 29 de junho, em Goiânia (GO), telas produzidas a partir de diferentes tipos de materiais, como aço, borracha e poliuretano, todas em conformidade com as suas normas técnicas específicas (ABNT, SAE, DIN, AISI e ASTM). A qualidade dos produtos tem origem na filosofia da empresa, de empregar somente matérias-primas devidamente testadas e aprovadas, adotar rígido controle no processo produtivo, utilizando mão de obra treinada e qualificada.

A empresa tem efetuado investimentos em pesquisa e desenvolvimento, para melhoria contínua das formulações, que são de fabricação própria, utilizadas na produção das telas de borracha e poliuretano. Dessa maneira, é possível se dedicar à produção de telas modernas, com a maior durabilidade e eficiência a um custo competitivo.

“A Lantex submete os fornecedores de matéria-prima a um rigoroso processo de homologação, e também possui um laboratório próprio para realizar ensaios físicos em todo material aplicado na fabricação dos produtos”, conta Vitor Diniz, gerente de assistência técnica da empresa. Esse laboratório está montado nas dependências da fábrica e participa com frequência, e sempre com grande destaque, das avaliações realizadas pelo Centro Tecnológico Polímeros Elastômeros (CETEPO), importante referência nacional nesse setor.

Além de a matéria-prima ser decisiva para prolongar a durabilidade das telas, ela melhora a eficiência e a performance dos módulos. O formato geométrico das malhas e a área livre têm influência direta nos resultados da produção. “Nossa equipe técnica está sempre disponível para compartilhar com os clientes as soluções desenvolvidas para os mais diversos tipos de aplicação”, informa Diniz.

Telas de aço

As telas de aço da Lantex recebem materiais de alto carbono, como SAE 1080, SAE 1072, SAE 1065 e DIN 17223, e NR 220, contendo propriedades físicas e químicas que proporcionam elevada eficiência no peneiramento. “Além disso, a empresa aplica um tratamento nos arames que permite o controle das propriedades mecânicas, o que resulta no desempenho superior do produto”, explica Vitor Diniz.

Todas as particularidades das telas de aço são monitoradas no Laboratório Mecânico da Lantex. A estrutura conta com equipamentos que possibilitam o controle da produção, o desenvolvimento de novos materiais e a precisão das malhas.

A empresa permite, também, que algumas características das telas de aço sejam personalizadas em conjunto com os clientes. “O tipo de arame e o acabamento das telas convencionais, assim como o sentido das malhas nos produtos autolimpantes, são alguns dos aspectos passíveis de alterações”, complementa Diniz.

Telas de borracha

Da mesma forma como acontece com as telas de aço, as fabricadas a partir da borracha devem ter propriedades químicas e físicas adequadas para garantia de eficiência e vida útil. Para isso, a Lantex criou uma planta piloto para simular condições de operação no cliente, abastecida com as mais recentes tecnologias disponíveis.

Esse recurso permite que a empresa desenvolva as formulações demandadas pelo mercado e monitore a cadeia produtiva. E mais: todos os lotes de borracha são controlados e identificados para que possam ser futuramente rastreados quanto aos dados da matéria-prima empregada, o processo de fabricação e os ensaios que foram realizados.

Telas de poliuretano

As matérias-primas dos poliuretanos são o MDI e o TDI, que por sua vez podem ser éster ou éter. O material deve apresentar, ainda, características químicas e físicas ideais.

“A combinação dessas características é fundamental para o sucesso do peneiramento e pode interferir diretamente em algumas propriedades, tais como a resistência à abrasão, a dureza, a resiliência, a tração, o rasgo, o alongamento e a maior resistência à hidrólise (material indicado para processamento em via úmida)”, detalha Diniz.

Produtos especiais

A Lantex tem um Departamento de Engenharia e de Desenvolvimento que atua em projetos e produtos diferenciados, conforma necessidade do cliente. O setor foi responsável por criar uma Tela Harpa III, concebida a partir de matéria-prima com propriedades especiais que elevaram a vida útil em seis vezes (de cinco para 30 dias). Outro exemplo é a tela de borracha de encaixe rápido, que melhora a eficiência do material passante e reduz as contaminações dos finos no conteúdo retido.

Durabilidade

Os corretos armazenamento e manuseio são fundamentais para a durabilidade das telas. No caso dos produtos de aço, o contato com a umidade eleva os riscos de oxidação e dobras nos arames são pontos que podem resultar em regiões de ruptura. Já os elastômeros (poliuretano e borracha) devem ser protegidos da exposição aos raios UVA e UVB, que reduzem sua vida útil.

“Os usuários também têm que obedecer a todos os parâmetros indicados pelo fabricante, como a taxa de alimentação, a amplitude da peneira e a distribuição na alimentação da peneira. É recomendado que a equipe responsável pela manutenção do produto terá que realizar o rodízio das telas para melhorar a performance e elevar a durabilidade do material. Por outro lado, é contraindicado realizar cortes com maçarico e soldas na peneira com as telas montadas. Isso poderá impactar diretamente na performance dos produtos”, orienta Vitor Diniz.

Sobre a Lantex   A Lantex do Brasil fornece telas para peneiramento produzidas com diferentes tipos de materiais, que vão desde aço carbono ou inoxidáveis, até outras tecnologias, como poliuretano e borrachas especiais. Outro fator que pode auxiliar bastante é o formato geométrico das malhas – pode ser quadrado, retangular, triangular, redondo ou losangular.   “Oferecemos, inclusive, uma tecnologia mista, onde utilizamos telas metálicas para aumentar a área aberta das telas. Elas são montadas em um sistema modular de encaixe rápido, para que se reduza o tempo de equipamento parado e melhore a ergonomia da planta, otimizando as condições de trabalho da equipe de manutenção. Essas escolhas afetam diretamente no custo, eficiência e performance de peneiramento”, assinala Claudia Bolzan, diretora da Lantex do Brasil.
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -