quarta-feira, 24 abril, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioProjetosEmpresa de níquel registra novos avanços no 'Projeto Araguaia' 

Empresa de níquel registra novos avanços no ‘Projeto Araguaia’ 

Em 30 de junho de 2023, um total de US$ 329 milhões foi gasto na construção do Araguaia.

- Publicidade -

A Horizonte Minerals anunciou que continua a progredir na construção da Linha 1 do Projeto de Níquel Araguaia e que a produção do primeiro metal acontecerá no primeiro trimestre de 2024. No final do primeiro semestre de 2023, a empresa informou que aproximadamente 65% do programa geral de construção da Linha 1 do Araguaia foi concluído e a construção do local físico avançou 53% com o armazenamento de minério iniciado após a emissão da licença de mineração durante o trimestre. Além disso, um marco importante no trimestre foi a entrega segura no local do forno rotativo, um item chave de longo prazo.

Fora do local, a construção da linha de transmissão de 126 km e 230 kV está bem avançada, com mais de 90% dos postes erguidos e 42 km de cabos condutores instalados. A construção do reservatório de armazenamento de água já começou. Em 30 de junho de 2023, um total de US$ 329 milhões foi gasto na construção do Araguaia fora do requisito de capital orçado de US$ 537 milhões. No final do trimestre, a Companhia tinha liquidez total e fontes de financiamento de US$ 344 milhões.

A empresa recebeu Autorização de Comissionamento da Atividade de Extração Mineral para o Projeto Araguaia Níquel emitida pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Pará (SEMAS) que permite que a Horizonte inicie a extração de minério, com o trabalho inicial em andamento para formar estoque antes da fase de comissionamento.

O aval permite que a Horizonte lavre, armazene e classifique o minério, otimizando a consistência do material que alimentará a planta, processo necessário para mitigar riscos durante o comissionamento. No segundo semestre, os estoques serão formados, com minério suficiente para alimentar a planta nos seis meses seguintes. A Cava do Pequizeiro, localizada a 750 metros da planta de processamento, será a principal fonte de minério para o Projeto Araguaia, abastecendo os dois primeiros anos de vida da mina e contribuindo com mais de 50% da produção nos primeiros dez anos.

 “Tenho o prazer de anunciar a autorização para iniciar as atividades de mineração no Projeto Araguaia, outro marco importante para a Horizonte Minerals, que vai permitir que o minério seja extraído e estocado com o objetivo de mitigar um risco importante do comissionamento como parte de nossa estratégia mina-usina (mine-to-mill) antes do início da operação no próximo ano”, diz Jeremy Martin, CEO da Horizonte Minerals. Martin diz ainda que a Horizonte continua trabalhando em estreita colaboração com a SEMAS e outras partes interessadas locais, para gerar valor sustentável de longo prazo para todos os envolvidos neste novo projeto de níquel Classe 1.

O Projeto Araguaia terá uma mina a céu aberto que irá extrair minério laterítico a partir de diversas cavas. A lavra do minério será realizada em cavas pouco profundas (máximo de 30 m), por escavação mecânica, com armazenamento do solo superficial (topsoil) e reabilitação sequencial das áreas lavradas. O processo produtivo do Projeto Araguaia utilizará a estabelecida tecnologia RKEF (Rotary Kiln – Electric Furnace), ou calcinador rotativo – forno elétrico, utilizada em diversas plantas industriais globalmente.

*Informações Brasil Mineral

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -