Publicidadespot_img
InícioEconomiaBamin inicia obras no Lote 1F da Ferrovia de Integração Oeste-Leste na...

Bamin inicia obras no Lote 1F da Ferrovia de Integração Oeste-Leste na Bahia

A empresa Bamin, subsidiária do Grupo ERG e responsável pela construção de um novo corredor de integração e exportação na Bahia, deu início às obras no Lote 1F da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL 1).

A cerimônia de lançamento aconteceu em Ilhéus, com a presença de executivos, autoridades e lideranças políticas. A FIOL 1, que terá 537 quilômetros de extensão, ligando Caetité a Ilhéus, tem previsão de conclusão e operação a partir de 2027.

Segundo a Bamin, o Lote 1F, onde as obras começaram, possui 127 quilômetros de extensão e passa por diversas cidades, incluindo Ilhéus, Uruçuca e Aurelino Leal. O prazo estimado para a conclusão das obras nesse trecho é de 36 meses.

A FIOL 1 será um importante corredor logístico, conectando o oeste e o leste da Bahia, e faz parte de um projeto integrado que inclui a Mina Pedra de Ferro, em Caetité, e o terminal de águas profundas Porto Sul, em Ilhéus.

Com capacidade para movimentar 60 milhões de toneladas de carga por ano, a FIOL 1 será utilizada pela Bamin para o transporte do minério produzido pela Mina Pedra de Ferro, sendo que 40% dessa capacidade será destinada à empresa. O restante será utilizado para o escoamento da produção de outras mineradoras, do agronegócio e de outros setores industriais da Bahia.

Lote 1F da BAMIN

As obras no Lote 1F receberão um investimento de R$ 1,1 bilhão e serão realizadas pelo Consórcio TCR-10, formado pela empresa brasileira Tiisa e pela chinesa CREC-10. Estima-se que durante os 36 meses de duração das obras, sejam gerados cerca de 1.200 postos de trabalho, gradualmente, à medida que o progresso das obras avance nas cidades envolvidas.

O contrato para a construção da FIOL 1 foi assinado em setembro de 2021 com o Ministério da Infraestrutura, e a subconcessão da Bamin tem duração de 35 anos, com cinco anos destinados à construção e 30 anos à operação.

Com a conclusão da FIOL 1 e do terminal Porto Sul, previstos para 2027, espera-se que a economia da Bahia seja impulsionada, oferecendo oportunidades para produtores regionais e fomentando o desenvolvimento econômico das comunidades ao longo do percurso da ferrovia.

A Bamin reforça seu compromisso com um futuro sustentável e integrado, visando contribuir para o crescimento socioeconômico do estado.

*Com informações de Correio 24 horas

- Publicidade -
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -