sexta-feira, 1 março, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioProjetosAtlas Lithium capta US$ 20 milhões para acelerar projeto Neves no Brasil

Atlas Lithium capta US$ 20 milhões para acelerar projeto Neves no Brasil

- Publicidade -Google search engine

Atlas Lithium anunciou que vendeu royalties de 3,0% da receita bruta para a Lithium Royalty Corp (LCR) por US$ 20 milhões na última terça-feira (02). De acordo com a empresa, esses fundos acelerarão o desenvolvimento do projeto de lítio de rocha dura de classe mundial da Atlas Lithium localizado no Vale do Lítio, estado de Minas Gerais.

A LRC é amplamente considerada a principal empresa de royalties focada no lítio e concluiu recentemente uma oferta pública inicial de grande sucesso. Esta transação é o maior acordo de royalties de lítio no Brasil até o momento e reforça a qualidade dos ativos minerais da Atlas Lithium, segundo a empresa.

“Esta é uma transação histórica para a Atlas Lithium”, disse Marc Fogassa, presidente e diretor executivo da Atlas Lithium. “Vinte milhões de dólares é nosso maior aumento e reforçará solidamente nosso crescimento contínuo. É importante ressaltar que esse capital foi levantado de maneira totalmente não dilutiva. Ou seja, nem uma única ação foi vendida.”

A Atlas Lithium tem atualmente 10 perfurações ativas trabalhando para delinear o recurso de lítio no Projeto Neves, que representa um grupo de quatro reivindicações do total de 64 direitos minerais da empresa para rocha dura de lítio.

Atlas Lithium

Um relatório inicial de recursos minerais para o Projeto Neves deverá ser divulgado em meados de 2023. A empresa disse em nota que continuará a sua campanha de perfuração após a publicação do Relatório de Recursos e planeja lançar atualizações periódicas desse relatório à medida que mais dados de perfuração forem obtidos.

A campanha de perfuração da Atlas Lithium está focada em seu principal pegmatito, “Anitta”, uma formação de 1,1 km que provou conter espodumênio de alta qualidade, um importante mineral contendo lítio.

A campanha de perfuração em curso destina-se a determinar as dimensões do pegmatito. Recentemente, a empresa informou que um furo dentro de Anitta identificou uma interseção de espodumênio com uma alta leitura geoquímica de 4,40% Li 2 O.

A atividade de perfuração dentro de Anitta rendeu várias ocorrências de interseções de espodumênio frescas e de alto grau localizadas perto da superfície, uma característica propícia ao desenvolvimento de uma mina a céu aberto.

Recentemente, a Atlas Lithium divulgou que recebeu o relatório metalúrgico final da SGS Canada Inc. para estudos realizados durante vários meses em uma amostra representativa de minério do Projeto Neves.

Os resultados mostraram separação altamente eficaz, alta taxa de recuperação e impurezas insignificantes. Após a conclusão do Relatório Metalúrgico, a SGS começará a trabalhar em uma Avaliação Econômica Preliminar que deverá ser emitida aproximadamente dois meses após o Relatório de Recursos.

– Leia também: ANM solicita concurso com mais de 1.000 vagas

- Publicidade -spot_img
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -