segunda-feira, 26 fevereiro, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioProjetosAclara anuncia descoberta de depósito Terras Raras em Goiás

Aclara anuncia descoberta de depósito Terras Raras em Goiás

O próximo passo da empresa é produzir amostras processando as argilas iônicas do projeto em sua planta piloto no Chile. Uma avaliação económica preliminar está prevista para ser concluída em janeiro de 2024.

- Publicidade -Google search engine

A Aclara Resources (TSX: ARA), que atua com foco na América do Sul, anunciou na semana passada a descoberta de um depósito de argila de íons, em Nova Roma, Goiás.  Ao mesmo tempo que a descoberta era anunciada ao mercado em comunicado, a empresa também apresentava seus resultados no Minera GO, em Goiânia, que apresentou o plano elaborado pelo governo de Goiás para impulsionar a mineração no estado.

 Segundo a Aclara, estima-se que o projeto – conhecido como módulo Carina – contenha 168 milhões de toneladas de material inferido com classificação total de 1.510 ppm de óxido de terras raras (TREO), contendo um teor médio de Dy e Tb de 42,1 ppm e 6,9 ​​ppm, respectivamente.

Este recurso foi estimado a partir dos resultados obtidos em 201 furos de trado (1.630 metros) e 1.418 amostras. O valor médio de retorno líquido da fundição do recurso do módulo Carina, com base nos cálculos da empresa, é de US$ 32,3/t quando utilizado um valor de corte de US$ 7,4/t.

Segundo Aclara, a recuperação de terras raras de seu projeto brasileiro é totalmente compatível com a tecnologia patenteada e demonstrada com sucesso em escala piloto no Chile, que visa minimizar custos e pegada ambiental.

“A combinação de seu grande tamanho e qualidades atraentes torna o módulo Carina um excelente depósito de argilas iônicas e aumenta significativamente a base total de recursos da Aclara”, disse o CEO da Aclara, Ramon Barua.

O próximo passo da empresa é produzir amostras processando as argilas iônicas do projeto em sua planta piloto no Chile. Uma avaliação económica preliminar está prevista para ser concluída em janeiro de 2024.

“O fato de podermos aplicar o nosso processo patenteado de recuperação metalúrgica, que combina custos competitivos com qualidades ambientais superiores, proporciona um cenário promissor para a próxima avaliação económica preliminar”, disse Barua.

Durante a apresentação na Assembleia Legislativa do Plano de Recursos Minerais que o governo do estado está elaborando para impulsionar a mineração, o Minera Brasil conversou com Bonzy Santos, country manager da empresa no Brasil e com o gerente de exploração, Jorge Frutuoso para saber mais sobre os próximos passos da Aclara no projeto Carina.  

Recentemente executivos da empresa se reuniram com representantes do governo para anunciar investimentos cerca de R$ 2 bilhões na produção de minerais em terras raras de Nova Roma.

Compromisso Ambiental

Fundada com o objetivo de fornecer ao mundo uma fonte limpa de terras raras pesadas fora da China, a Aclara visa revolucionar uma indústria conhecida por seu impacto negativo no planeta, garantindo o fornecimento de minerais escassos que são cruciais para a luta contra as mudanças climáticas.

Ao utilizar um processo de extração que recicla água e evita o uso de explosivos, a empresa demonstra que a mineração pode ser realizada de forma ecologicamente consciente. Além disso, a Aclara se dedica à revegetação de áreas impactadas com espécies nativas, reafirmando seu compromisso com a preservação do meio ambiente.

A empresa não apenas busca fornecer uma fonte limpa de terras raras pesadas, mas também serve como um modelo de sustentabilidade para a indústria da mineração.

- Publicidade -spot_img
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -