segunda-feira, 26 fevereiro, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioFiscalização/SegurançaVale antecipa conclusão da descaracterização da barragem B3/B4 em Nova Lima (MG)

Vale antecipa conclusão da descaracterização da barragem B3/B4 em Nova Lima (MG)

- Publicidade -Google search engine

A mineradora Vale anunciou que as obras de descaracterização da barragem B3/B4, na Mina Mar Azul, em Nova Lima (MG), serão finalizadas em 2024, três anos antes do prazo originalmente estipulado. Mais de 88% do material do reservatório já foi removido, e a conclusão está prevista para o segundo semestre do próximo ano.

O avanço do processo de descaracterização levou à melhora das condições de estabilidade da estrutura, resultando na redução do nível de emergência de 2 para 1, de acordo com a Agência Nacional de Mineração, em outubro deste ano.

O trabalho de remoção de rejeitos é realizado remotamente por equipamentos operados por tecnologia desenvolvida pela Vale. Esta abordagem inovadora permitiu uma remoção mais rápida do que o planejado inicialmente.

Os rejeitos retirados estão sendo depositados nas cavas 7 da Mina Mar Azul e na cava da Mina da Mutuca, ambas da Vale, em conformidade com todas as normas legais e regulatórias, com fiscalização rigorosa dos órgãos competentes.

Barragem B3/B4 da Vale

A eliminação da barragem B3/B4 representa um passo crucial para a normalização do distrito de Macacos, onde famílias foram evacuadas em 2019 devido ao aumento do nível de emergência. A Vale comprometeu-se a reparar os transtornos causados e, em dezembro de 2022, firmou um acordo de R$ 500 milhões para ações de reparação, incluindo transferência de renda, requalificação do comércio, turismo e fortalecimento do serviço público municipal.

A barragem B3/B4 é uma das 17 barragens a montante que ainda serão eliminadas pela Vale como parte do Programa de Descaracterização. Das 30 estruturas previstas, 13 já foram eliminadas desde 2019, o que representa mais de 40% do total.

A eliminação dessas estruturas atende aos compromissos da Vale, além de estar em conformidade com as legislações federal e estadual sobre segurança de barragens. Todas as ações são avaliadas por assessorias técnicas independentes, conforme acordado com os Ministérios Públicos Estadual e Federal, a Fundação Estadual do Meio Ambiente (FEAM) e o Estado de Minas Gerais.

- Publicidade -spot_img
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -