sexta-feira, 1 março, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioGeologiaMuseu Geológico da Bahia completa 48 anos de história

Museu Geológico da Bahia completa 48 anos de história

O primeiro museu de geologia e científico do estado recebeu em quase cinco décadas cerca de 800 mil visitantes

- Publicidade -Google search engine

Um mundo mágico repleto de descobertas e de fantasias faz parte dos 48 anos de história do Museu Geológico da Bahia (MGB), que é o primeiro museu de geologia e científico do Estado. Ao longo de quase cinco décadas, aproximadamente 800 mil visitantes passaram pelo equipamento. O órgão, fundado em 04 de março de 1975, pertence à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) e abriga um dos maiores acervos de rochas, minerais, pedras preciosas e fósseis do Brasil, principalmente da Bahia.

São 15 exposições temáticas, entre elas, as do Universo e dos Fósseis. Além desses atrativos, o público também encontra um auditório com 125 lugares que acolhe reuniões científicas, palestras educativas, a conhecida SaladeArte, Cinema do Museu e um café, que conta com um mural do artista plástico Juarez Paraíso. O artista, imortal da Academia de Letras da Bahia, ocupa a cadeira 39 desde 1971.

“Neste mês, estamos celebrando quase meio século de história e ficamos felizes em poder contar um pouquinho desses 48 anos do MGB. A expectativa é continuar atraindo mais visitantes ao Museu, que é um estabelecimento de cunho educacional, científico e cultural de extrema importância para o Estado. O MGB salvaguarda vivências, saberes, além de toda a história das nossas riquezas minerais, origem da exploração do petróleo, meteoros que rasgaram o céu da Bahia e caíram em nosso território, fósseis de animais primitivos incríveis e réplicas gigantes de animais pré-históricos, que só vemos em filmes do cinema”, destaca o Angelo Almeida, Secretário de Desenvolvimento Econômico.

O Museu Geológico da Bahia está localizado em um casarão na Avenida Sete de Setembro, no Corredor da Vitória, e atrai o público de todas as idades. O estabelecimento funciona de terça a sexta-feira, das 13h às 18h, e, aos sábados e domingos, das 13h às 17h. A sede própria foi adquirida em 1982.

História

Há 48 anos, o MGB foi inaugurado com a primeira exposição sobre Gemas e Rochas da Bahia, realizada no hall da antiga sede da Secretaria de Minas e Energia. Outro importante programa do MGB, a Exposição Itinerante teve início em 1986, com a primeira amostra de exposição no Município de Morro do Chapéu. Exposições como: “Bahia – 500 mil anos antes de Cabral”, no Salão de Fósseis, “Otto Billian” e “Energia dos Cristais”, marcam a história do local.

Já no ano de 1992, em parceria com a Secretaria de Cultura e Turismo, através da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), e com o propósito de entregar um espaço mais confortável para o público e acolher reuniões científicas, dinamizar e qualificar as atividades dos serviços educativos do Museu, foi criado um anexo, com auditório, mezanino e salão de rochas ornamentais, além de um espaço cultural e alternativo para a sociedade: o Cinema do Museu.

Tour Virtual

Para permitir o acesso do público às atrações durante a pandemia de Covid-19, o MGB criou o “tour virtual”, plataforma digital e interativa que permite que visitantes explorem os materiais através da visualização tridimensional e sonoridade em 360 graus imersiva, possibilitando uma experiência completa na visitação on-line. O tour virtual pode ser acessado através do endereço www.mgb.ba.gov.br.

- Publicidade -spot_img
SourceAscom SDE
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -