sexta-feira, 12 abril, 2024
EnglishPortugueseSpanish
spot_img
InícioEconomiaBNDES e MME lançam fundo de R$ 1 bi para investimentos em...

BNDES e MME lançam fundo de R$ 1 bi para investimentos em projetos de minerais estratégicos para a transição energética

- Publicidade -

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Ministério de Minas e Energia (MME) vão apresentar, durante a Prospectors & Developers Association of Canada (PDAC) – uma das maiores convenções de mineração e exploração mineral do mundo – o Fundo de Investimento em Participações (FIP) Minerais Estratégicos no Brasil.

Os recursos serão direcionados para empresas júnior e de médio porte que estejam alinhadas com a estratégia de investimento do fundo. O gestor do fundo será escolhido por meio de um processo de chamada pública. O FIP tem como objetivo mobilizar até R$ 1 bilhão, com um aporte de até R$ 250 milhões do Banco.

“Não há transição energética sem mineração e sabemos que o Brasil, com seu vasto território, diversidade geológica e riquezas minerais, desempenhará um papel crucial na transição energética”, afirmou o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira. “Portanto, em conjunto com o presidente Aloizio Mercadante, lançaremos o fundo que impulsionará o setor e atrairá ainda mais investimentos para a cadeia de minerais estratégicos”, completou.

“A transição energética é uma prioridade do governo do presidente Lula. Essa iniciativa contribui para explorar o vasto potencial geológico do Brasil, permitindo que o país se torne um fornecedor de minerais estratégicos para atender à demanda global por tecnologias de energia limpa”, destacou o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante.

O FIP Minerais Estratégicos viabilizará o desenvolvimento de projetos de minerais considerados estratégicos para a transição energética, descarbonização e produção sustentável de alimentos. O plano do BNDES prevê que o Fundo invista em 15 a 20 empresas com projetos de pesquisa mineral, desenvolvimento e implantação de novas minas de minerais estratégicos no Brasil. O BNDES investirá até R$ 250 milhões no Fundo, com uma participação limitada a 25% do total, e espera-se a entrada de outros investidores nacionais e internacionais.

“Ao criarmos este Fundo, estamos possibilitando que empresas menores acessem o mercado ao mesmo tempo em que garantimos uma atividade mais sustentável”, explicou o ministro. “O Brasil já é líder mundial na produção de nióbio, ferro, magnesita e tântalo, entre outros minerais. Com esse estímulo, iremos crescer ainda mais e nos tornar o maior fornecedor global de minerais estratégicos”, ressaltou Silveira.

O Fundo priorizará minerais essenciais para a transição energética e descarbonização, incluindo cobalto, cobre, estanho, lítio, manganês, entre outros. O FIP também abrangerá minerais fundamentais para a fertilidade do solo, como fosfato, potássio e remineralizadores.

Essa iniciativa do Fundo de Minerais Estratégicos dá continuidade ao apoio do BNDES ao setor de mineração, que nos últimos dez anos concedeu R$ 8,3 bilhões em financiamentos para cerca de 1.800 empresas. O FIP busca estimular um novo ciclo de investimentos na produção de minerais estratégicos, com foco em inovação e sustentabilidade, que são elementos-chave da Nova Indústria Brasil e do Plano Mais Produção.

Além disso, o FIP Minerais Estratégicos buscará incentivar as empresas a adotarem práticas ESG (ambientais, sociais e de governança), visando impactos positivos nas comunidades locais e a redução dos impactos ambientais dos projetos. Serão promovidas ações de capacitação de mão de obra e fornecedores locais, regularização do cadastro ambiental rural (CAR) e recuperação da vegetação afetada, além de gestão eficiente de água e resíduos e transparência nas relações com as comunidades locais.

“O Brasil está pronto para enfrentar esse desafio global pela sobrevivência humana. Para isso, vamos desenvolver uma indústria mineral robusta e um setor mais eficiente, verde, seguro, global e sustentável”, concluiu o ministro.

PDAC – A PDAC é uma das maiores convenções mundiais de exploração mineral e mineração, que acontecerá entre os dias 3 e 6 de março em Toronto, Canadá. O evento reúne expositores, investidores, analistas, executivos da indústria de mineração, geólogos e representantes governamentais de todo o mundo, proporcionando um ambiente para negociações, discussões sobre tendências e tecnologias na área de mineração.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

MAIS VISTOS

- Publicidade -