Conteúdo Publicitário

Vale testa locomotivas 100% elétricas para transporte de minério

04 MAI 22

Views408 Views

Comentários0 Comentários

  • Vale testa locomotivas 100% elétricas para transporte de minério

Vale/Divulgação

A mineradora Vale informou que recebeu no fim do mês passado sua segunda locomotiva 100% elétrica, movida a bateria.

De acordo com a empresa, a aquisição da nova locomotiva – que vai operar inicialmente no pátio de manobra do Terminal de Ponta da Madeira, em São Luís (MA) – faz parte de sua estratégia para acelerar o uso de tecnologias que privilegiam fontes renováveis

A locomotiva em questão foi fabricada na China pela CRRC Zhuzhou Locomotive (CRRC ZELC). Suas baterias são feitas de lítio e têm capacidade de armazenamento de 1000 kWh, com autonomia para operar até 10 horas sem paradas para recarregamento.

“A locomotiva da CRRC está dentro da estratégia da Vale de eletrificar seus equipamentos de mina e ferrovia. As duas áreas respondem por 25% das emissões diretas de carbono da empresa, o chamado escopo 1”, destacou a empresa.

Em 2019, a Vale anunciou a meta de zerar suas emissões líquidas de escopos 1 e 2 (relativo ao consumo de energia elétrica) até 2050. Para isto, está investindo de US$ 4 bilhões a US$ 6 bilhões.

Atualmente, a frota da Vale possui 490 locomotivas, movidas a diesel, dedicadas ao transporte de minério de ferro. Em julho de 2020, a empresa recebeu sua primeira máquina totalmente elétrica, fabricada pela Progress Rail:

“Assim como aconteceu no Espírito Santo na Estrada de Ferro Vitória a Minas, nossa estratégia é testá-la em manobras de pátio para depois avaliar a possibilidade de readequá-la como parte da estratégia posterior de utilização de locomotivas elétricas na linha principal da ferrovia”, explicou Gustavo Bastos, gerente-executivo do Centro de Excelência, Tecnologia e Inovação de Ferrosos.

“A chegada da locomotiva elétrica na EFC [Estrada de Ferro Carajás] é um importante marco para a nossa jornada de Carbono Zero da Vale. Estamos construindo um plano robusto que nos permitirá uma redução drástica de emissões de CO2 oriundas das nossas operações ferroviárias. Cada vez mais, reafirmamos o nosso compromisso para uma Vale mais sustentável”, afirmou o gerente-executivo da EFC, João Silva Junior.

A Vale informou que o novo equipamento seguirá para a oficina de locomotivas do terminal, onde ficará por 90 dias para verificação e testes de sistemas. Em julho será realizado o primeiro teste em pátio de manobra.

As duas locomotivas 100% elétricas fazem parte do programa da Vale chamado Powershift, programa. A iniciativa foi criada para atender ao desafio da empresa de zerar emissões de carbono de escopos 1 e 2.

Leia também: South32 compra mina de bauxita e amplia oferta de ‘alumínio verde’ no Brasil

Leia também: Setor de mineração do MS já recebeu 25 alvarás de pesquisas de rochas ornamentais e calcárias

Leia também: Produtora de metais preciosos Hochschild Mining vai construir projeto de ouro no Brasil

Comentários