Conteúdo Publicitário

Projeto Lessonia lança satélites que ajudarão a combater mineração ilegal

27 MAI 22

Views141 Views

Comentários0 Comentários

  • Projeto Lessonia lança satélites que ajudarão a combater mineração ilegal

AEB/Divulgação

O Projeto Lessonia lançou seus dois primeiros satélites de sensoriamento remoto radar (SRR) que ajudarão, entre outras coisas, a combater a atividade de mineração ilegal.

Denominados Carcará I e Carcará II, os satélites foram lançados por meio do foguete Falcon 9, da SpaceX, no Centro Espacial Kennedy, em Cabo Canaveral, nos Estados Unidos.

O sistema de imageamento do Projeto Lessonia utiliza um Sensor Ativo de Detecção capaz de gerar imagens de altíssima resolução. As imagens podem ser obtidas a qualquer hora do dia ou da noite, independentemente das condições meteorológicas. Isso porque o sinal emitido se adapta a qualquer condição temporal.

“O Brasil tem capacidade de observação da Terra por sensores ópticos, o que já fazemos há muito tempo, mas isso fica limitado às condições de visibilidade. Então, quando o tempo está nublado, chovendo ou no período noturno, o sistema tem dificuldades. Para lidar com essa deficiência, acabamos tendo que comprar imagens de outros países. Com o lançamento dos dois satélites do Lessonia, nós adquirimos a capacidade de autonomia no imageamento, na hora e no alvo que quisermos. É um marco para o programa espacial e para a soberania brasileira”, disse o presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), Carlos Moura.

Como mencionado, as imagens captadas serão utilizadas em apoio ao combate à mineração ilegal. Além disso, serão usadas no combate ao tráfico de drogas, atualização de produtos cartográficos, determinação da navegabilidade dos rios, visualização de queimadas, monitoramento de desastres naturais, vigilância da Zona Econômica Exclusiva (ZEE), apoio às operações de vigilância e controle das fronteiras, entre outros.

“Os satélites serão operados pela defesa, mas tem um aspecto dual muito importante. Além dos dados de natureza militar, são uma ferramenta muito útil para dar informações de interesse do país, como questões ambientais, que servem para nortear políticas públicas no Brasil”, disse Moura.

Leia também: Mineradora Sigma Lithium começará a produzir no Brasil em dezembro, diz CEO

Leia também: É rejeitado projeto que proíbe mineração em área com risco de rompimento de barragem

Leia também: Trimble apresenta tecnologia que garante segurança na mineração

Comentários